ppgq-programa-de-pos-graduacao-em-quimica
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA
universidade-federal-dos-vales-do-jequitinhonha-e-mucuri

Apresentação

O programa de pós-graduação em química da UFVJM (PPGQ-UFVJM) foi aprovado em 2009 e iniciado no segundo semestre do mesmo ano. Desde então, mais de 90 alunos já concluíram o curso de mestrado com tempo médio de 24 meses. Atualmente, o programa conta com 20 docentes, sendo 16 permanentes, 3 docentes colaboradores e 1 docente visitante. O PPGQ-UFVJM atende em grande parte a comunidade acadêmica da UFVJM, profissionais e principalmente discentes oriundos de cursos relacionados a área de química como: Química Licenciatura, Química Industrial, Farmácia, Engenharia Química e Engenharia de Alimentos). Além destes, nos últimos anos tem se observado uma elevação na procura e matrícula de pós-graduandos no PPGQ oriundo de outras Universidades e regiões, principalmente das Cidades de Montes Claros, Teófilo Otoni, Salinas e Belo Horizonte. O interesse de profissionais da área de química no PPGQ-UFVJM tende a um aumento progressivo, principalmente considerando que a UFVJM é a única Instituição Federal de Ensino Superior no Norte de Minas Gerais. O programa de Pós-graduação mais próximo encontra-se na direção sul do estado, em Belo Horizonte a 300 km de distância, enquanto na direção norte, o curso de pós-graduação stricto-sensu mais próximo está distante a pelo menos 1.000 km. 
O curso também supre a carência de oferta na formação profissional da Região Norte de Minas Gerais, principalmente dos Vale do Jequitinhonha e Mucuri, preparando e formando profissionais para atuarem como pesquisadores e/ou docentes qualificados. Portanto, o PPGQ-UFVJM tem um papel fundamental na formação de mestres e doutores em uma região ainda muito deficientes em profissionais qualificados na área de química. Além disso, o programa tem sido fundamental para a qualificação dos cursos de graduação em química e áreas afins, pois tem ampliado as oportunidades aos discentes por meio do envolvimento em projetos de pesquisa básica e de fronteira, por meio do programa de iniciação científica (IC). Neste sentido, os discentes de IC tem convido continuamente com os pós-graduandos desde o início de suas atividades de pesquisa. 
    Os primeiros ingressos do PPGQ-UFVJM (segundo semestre de 2009) contabilizaram um total de 9 matriculados, sendo cinco graduados no curso de Farmácia da própria UFVJM, enquanto os demais eram graduados em Química, porém oriundos de outras IES. A ausência de discentes graduados em Química da própria instituição, decorreu do fato de até aquele momento não havia ainda sido formada a primeira turma de Licenciatura em Química da UFVJM. Por outro lado, nas seleções seguintes observou-se uma mudança notável no perfil discente ingressante de PPGQ-UFVJM, com a redução de discentes de áreas afins como a Farmácia no processo seletivo, e um incremento significativo de candidatos graduados em Química pela própria UFVJM. Isso porque a primeira turma formada no curso de Química ocorreu no 2º semestre de 2010. O resultado tem sido o ingresso natural de alunos com experiência prévia junto aos docentes permanentes da UFVJM, muitos orientados de docentes do programa em nível de iniciação científica. Esta tendência tem se repetido no decorrer dos semestres e, como resultado, atualmente 70% dos ingressantes são titulados no Curso de Química da UFVJM. Portanto, fica evidente, que além de possibilitar oportunidade de formação à nível de mestrado, a constituição do programa com seus grupos de pesquisa, laboratórios instrumentados e docentes comprometidos com o conhecimento e desenvolvimento tecnológico tem gerado ambiente atrativo para alunos de graduação com vocação científica. Ao mesmo tempo, tem permitido chegar à sala de aula, através de explanações didáticas calcadas em vivências experimentais, o conhecimento gerado na bancada de pesquisa, além de potencializarem as aulas práticas que usufruem da infraestrutura criada no âmbito do programa. Diante disso, ratifica-se a importância do sincronismo entre as diferentes oportunidades disponibilizadas pelo PPGQ-UFVJM aos alunos de modo a assegurar uma formação acadêmica sólida fundamentada em bases críticas que estimulam seu aprendizado de forma continuada e, portanto, sustentável ao longo da vida profissional. Em princípio, o PPGQ-UFVJM tem tido um papel fundamental na integração entre ensino, pesquisa e extensão, tão conhecida e defendida no contexto universitário. 
Em 2012, o Programa mostrou-se ainda mais participativo na graduação, colaborando efetivamente na organização do encontro regional da rede mineira de química, que contou com mais de 150 inscritos, mais de 60 trabalhos apresentados em forma de posters e ainda palestras e conferências com pesquisadores renomados do país. A partir de 2013, os discentes do PPGQ têm ampliado suas participações em eventos e as publicações de artigos científicos, comprovado pelo segundo maior número de trabalhos apresentados no XXVIII Encontro Regional da Sociedade Brasileira de Química em Poços de Caldas por parte da UFVJM. Ainda em 2013, o PPGQ passou a integrar o Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química de Minas Gerais a nível de doutorado. Inicialmente integrando seis de seus docentes permanentes no Programa Multicêntrico, e em meados de 2014, somaram-se mais 02 docentes, totalizando 08 docentes permanentes no Programa em Rede de Minas Gerais. Tal medida, além de possibilitar a orientação de discentes de doutorado, contribuiu também para a maior integração e cooperação com outras instituições do estado de Minas Gerais, possibilitando o desenvolvimento de projetos de pesquisa ainda mais amplos.
Em 2017, o PPGQ conquistou uma avaliação positiva na Avaliação Quadrienal da CAPES, subindo a nota do programa de 3 para 4. Nesta avaliação, foram alcançadas três conceitos "Bom" e dois "Muito Bom", sendo que estes foram obtidos nos dois principais quesitos: Corpo discente, teses e dissertações e Produção Intelectual. O número de teses e dissertações defendidas no período da avaliação calculado pelo total de docentes permanentes do programa (1,8) é acima da média da área de química (1,3) e a percentagem da distribuição das orientações dissertações defendidas é relevante e perfaz um total de 67,4%. O tempo médio de titulação do mestrado foi de 23,8 meses, enquanto que a média nacional da área foi de 25,8. A produção qualificada por discente para este período foi de 2,8, também superior a média da área de 2,1. A maioria dos artigos científicos foi publicada nos estratos A1, A2 e B1 (43), num total de 53 artigos. O número de artigos científicos publicados com discentes e egressos por docentes permanentes foi de 11,2, maior que a média nacional da área (8,5). A percentagem de docentes permanentes que publicaram nos estratos A1-B2 foi de 70,8%, indicando qualificação da produção científica. Por fim, foram registrados 10 pedidos de depósito patentes e produzidos 1 livro e 1 capítulo de livro no período da avaliação.
Ainda em 2017, sete (7) dos 18 docentes permanentes do PPGQ eram bolsistas de produtividade do CNPq, sendo 1 bolsista de produtividade em pesquisa nível 1, 5 bolsistas de produtividade em pesquisa nível 2 e 1 bolsista de produtividade em desenvolvimento tecnológico e extensão inovadora. Além disso, neste mesmo ano, o PPGQ realizou um processo de recredenciamento docente aplicando a RESOLUÇÃO INTERNA N°. 01/PPGQ/2013, DE 10 DE SETEMBRO DE 2013 onde o critério básico foi "Possuir pelo menos um artigo publicado ou aceito tendo seu discente de mestrado como autor principal ou co-autor, no estrato Qualis B3 (ou superior) da CAPES da área Química até dois anos após cada orientação concluída." Dessa forma, foram descredenciados 3 docentes e, para suprir a saída destes, foram credenciados novos 3, que possuem currículos compatíveis com as exigências do PPGQ. 
Buscando alavancar os parâmetros de internacionalização, ainda em 2017, 1 docente do programa foi realizar um estágio de pós-doutoramento na University of Oxford. Além disso, o PPGQ participou, dentro da proposta da UFVJM, do edital CAPESPrint visando o fortalecimento da internacionalização do Programa. De fato, desde a avaliação da CAPES, o programa estabeleceu um calendário para saída de seus docentes para realização de pós-doc no exterior por meio da continua solicitação de financiamento junto aos órgãos de fomento. Neste mesmo ano, o primeiro aluno estrangeiro defendeu sua dissertação de mestrado no PPGQ
Em 2017, o PPGQ organizou o 1o Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Química da UFVJM, no qual foram promovidas palestras com convidados externos e internos. Neste evento, foram criadas sessões de pôsteres e apresentações orais em níveis de graduação e pós-graduação, expondo os discentes ao rigor acadêmico essencial para a pesquisa. Desde então o evento tem sido realizado anualmente em conjunto com a Semana de Química da Graduação, e a avaliação do público alvo também tem sido extremamente positiva, principalmente por possibilitar um momento de divulgação científica e de integração da comunidade da área de química. https://www.sglab.com.br/evento/viii-encontro-da-quimica/10/.
Diante da avaliação positiva do quadriênio 2013-2016, em 2018 o PPGQ submeteu à CAPES uma nova APCN solicitando a implementação do nível de Doutoramento no programa. A proposta foi aprovada e a primeira turma do curso à nível de Doutorado foi iniciada em agosto de 2019. Neste APCN foram incluídas mudanças nas áreas de concentração e linhas de pesquisa do PPGQ-UFVJM a fim de buscar maior consonância entre as linhas e os temas e projetos desenvolvidos no programa, propiciando um agrupamento fidedigno do perfil dos docentes com as novas linhas. Assim sendo, desde de 2019, com a implementação do doutoramento, foi aplicada a extinção das  áreas de concentração Química Analítica, Físico-Química e Química Orgânica para a criação de um única área de concentração de "Química", na qual as linhas de pesquisa passaram a ser divididas como: Eletroquímica e Eletroanalítica; Química de Materiais; Química Ambiental e Química de Biomoléculas. Esta opção/estratégia está totalmente coerente com a grande interação/contribuição entre docentes e discentes do programa por meio do grande percentual de publicações com colaboração dos docentes das diferentes áreas.
Ainda em 2018, buscando interromper o aumento do tempo médio de defesa, foi aprovado no colegiado do PPGQ-UFVJM uma resolução que normatiza os pedidos de dilação de prazos de qualificação e defesa de mestrado, a saber:
RESOLUÇÃO INTERNA N°. 02/PPGQ/2018, DE 27 DE SETEMBRO DE 2018
Dispõe sobre normas     para     os pedidos de dilação de prazo para exames   de   qualificação   e   de conclusão de curso (defesas) do Programa de Pós-Graduação em Química - PPGQ. Disponível em: https://www.sgppg.com.br/ppg/ppgq-programa-de-pos-graduacao-em-quimica/9/pagina/normas-formularios-e-calendario/3/
Ainda em 2018, foi aprovado pelo colegiado do programa a nova resolução com as normas e critérios para distribuição de bolsas, a saber:
RESOLUÇÃO INTERNA N°. 01/PPGQ/2018, DE 27 DE SETEMBRO DE 2018
Dispõe sobre normas e critérios para o funcionamento da Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Química - PPGQ. Disponível em: https://www.sgppg.com.br/ppg/ppgq-programa-de-pos-graduacao-em-quimica/9/pagina/normas-formularios-e-calendario/3/
Ainda em 2018, sete (7) dos 16 docentes permanentes do PPGQ eram bolsistas de produtividade do CNPq, sendo seis (6) bolsistas de produtividade em pesquisa nível 2 e um (1) bolsista de produtividade em desenvolvimento tecnológico e extensão inovadora. Além disso, o PPGQ conta com ao menos outros três (3) docentes com este perfil. Neste mesmo ano, surgiu a necessidade de discutir a atualização de regras para credenciamento de descredenciamento docente, visando a consolidação do perfil de docentes do PPGQ-UFVJM. Neste sentido, uma comissão foi constituída com representantes de cada linha de pesquisa para que as principais propostas fossem debatidas entre os pares para serem aprovadas no ano de 2019.
    No segundo semestre de 2019 o PPGQ-UFVJM iniciou a primeira turma do curso de Doutorado, contando com 5 discentes matriculados. Este momento de grande anseio por parte da comunidade acadêmica do PPGQ, consistiu também em uma grande mudança no programa. O doutoramento, além de proporcionar tanto aos docentes e quanto aos discentes maior período para avaliação e aprofundamento dos projetos e estudos desenvolvidos no âmbito da Pós-graduação, permitiu também a continuidade de trabalho oriundos do mestrado, consequentemente, notou-se o fortalecimento do curso de Química da UFVJM. A nova perspectiva com o curso de doutorado é a exigência ainda maior dos docentes e discentes da qualificação da sua pesquisa científica. Dessa forma, avaliamos esta etapa como um forte estímulo de novas colaborações a nível nacional e internacional. Todo esse movimento científico, estimulado pela criação de um novo curso, qualifica o corpo docente e entre outros pontos positivos, resulta na formação de recursos humanos de alto nível não apenas para atuar na região norte de Minas Gerias, mas em todo o território nacional. Consequentemente, o curso de graduação se beneficiará com a formação de profissionais em química também altamente qualificados, devido ao incremento da qualidade de ensino nas diferentes áreas do conhecimento e na possibilidade de trabalho conjunto com a pós-graduação. A implantação do Curso de Doutorado contribui ainda para a consolidação e avanço da Pós-graduação e da pesquisa na UFVJM, em consonância com a missão da Universidade e com o Plano de Desenvolvimento Institucional, no sentido de ampliar a oferta de atividades educacionais e investigativas, em alto nível de aprofundamento, sempre visando à análise crítica, o desenvolvimento e à divulgação do conhecimento, da inovação e à formação de recursos humanos qualificados.
    Outro ponto a se destacar são as mudanças nas áreas de concentração do PPGQ em função da aprovação do curso de doutorado, alterando a área de concentração do programa estabelecendo apenas a área em "Química". As áreas de concentração estavam divididas em Química Analítica, Físico-Química e Química Orgânica, contudo após duas avaliações da CAPES os resultados revelam que o grupo apresenta característica altamente interdisciplinar, destacado em grande parte pela elevada produção científica entre os docentes de diferentes áreas de concentrações do programa. Dessa forma, a área mais geral em “Química” visa uma formação mais interdisciplinar dos discentes e melhor adequação das linhas de pesquisa do programa. Vale ressaltar que esta mesma alteração foi promovida também no nível de mestrado. Assim, a partir do segundo semestre de 2019 o PPGQ apresenta apenas a área de concentração em “Química”. Com a alteração na área de concentração, as linhas de pesquisa foram definidas em Química Ambiental, Química de Materiais, Biomoléculas e Eletroquímica; adequadas para englobar de forma coesa todos os docentes do programa, representando de forma real a interação entre eles observada nos últimos anos e pretendendo equilibrar a produção cientifica entre as linhas de pesquisa.
Assim, em 2019, o programa conta com um total de 20 docentes, sendo 16 permanentes, 3 colaboradores e 1 visitante. Este é o saldo líquido dos docentes após o descredenciamento de alguns professores e o credenciamento de outros, conforme o APCN submetido à CAPES. Nesta nova configuração o PPGQ está composto por 8 bolsistas em produtividade do CNPq, sendo 6 pesquisadores nível 2, 1 pesquisador nível 1C e 1 pesquisador nível 1D. Ou seja, 50% do corpo docente permanente é de bolsistas de produtividade.
A coordenação e o colegiado do PPGQ-UFVJM estão sempre atentos aos índices de avaliação da CAPES e dispostos a novas adequações que proporcionem o crescimento e a consolidação do programa. Neste sentido, continuando os processos de atualização do PPGQ devido a implementação do doutorado, consonante com objetivos propostos nos últimos anos e na direção da excelência, ainda em 2019 o colegiado implementou: (i) a atualização do Regimento Interno do PPGQ, em decorrência da implementação do doutorado e outras disposições (disponível em: https://www.sgppg.com.br/ppg/ppgq-programa-de-pos-graduacao-em-quimica/9/regulamento/), destacando a exigência de um artigo submetido para defesa de dissertação de mestrado e dois artigos publicados para defesa de tese de doutorado; (ii) Res. 01/2019 – Procedimentos para Marcação de Bancas; (iii)     Res. 04/2019 – Credenciamento, Recredenciamento e Descredenciamento docente; (iv) Res. 05/2019 – Normas Bolsa PNPD e  (v) criação de novas disciplinas, a saber: Química Orgânica Avançada II, Química Inorgânica Avançada I e II, Fundamentos de Fotocatálise, Proteção do conhecimento e transferência de tecnologia, Nanotecnologia Industrial Avançada e Métodos de extração em fase líquida e sólida. Todas as resoluções e informações acadêmicas do PPGQ-UFVJM estão sempre disponíveis em nossa página: https://www.sgppg.com.br/ppg/ppgq-programa-de-pos-graduacao-em-quimica/9/.